Condição científica

Cientista da Bulgária descobriu que possuía uma estranha condição: assim que ele aprendia alguma coisa, o cérebro dele crescia um bocadinho.

Era mesmo só um bocadinho, algo quase imperceptível. Mas acontece que cientista é ávido por conhecimentos. E, como toda a gente sabe, quanto mais sabemos, mais queremos saber.

Ciclo vicioso.

Numa altura cientista havia já estudado tanto, aprendido tanto, acumulado tanto que o próprio cérebro ficara pesado demais para que ele conseguisse carregá-lo.

Hoje cientista não sai de casa, fica com a cabeça encostada sobre uma mesa de mogno, a refletir.

— P. R. Cunha