3 thoughts on “Ela não queria ouvir nada daquilo

  1. Não sei o que dizer…
    O texto fez-me lembrar uma cena de 19 anos atrás. A minha avó materna faleceu. Ela estava sendo velada, passa uma miúda com sua mãe à procura de um velório q não era o de minha avó. A criança ainda tem tempo de me olhar a chorar, olha para o vidro do caixão fechado e diz: olha mãe, parece uma boneca!
    Tenho conhecimento q minha avó qdo jovem era muito formosa, casou por 2 vezes.
    Saudades.

    1. Miau,

      Meu pai também ficou parecido com um boneco dentro do caixão. Se calhar, faz algum sentido. Ao morrer, ninguém mais chama a pessoa pelo nome, pergunta-se apenas: o que faremos com o corpo?

      A coisa, o manequim com aparência humana, o vazio interior — bonecos…

      1. É verdade. Ao nascer tb não há uma identidade, mas a não identidade ao morrer é como se a pessoa fosse duplamente morte, se é q consigo me expressar.
        Pensei agora no mais recente naufrágio ao Norte da Líbia. Esses são apenas corpos, números logo esquecidos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s