Nova canção // refúgios musicais &tc.

Depois de escrever uma cena importante para o meu próximo livro, depois de anotar verdades inconvenientes, com a cabeça arejada, e aquela doce atenção — discreta — para com o mais pequeno dos pormenores: sóbrio, firme, longe de ostentações, como se diz, depois de ter aprendido como aceitar os agrados dos amigos sem perder o respeito próprio, sem parecer ingrato, com dignidade e possuidor dos melhores sentimentos, refugiei-me ao bem-afamado Estúdio da Cris, com guitarra(s) / spin cycle / cascade / crunch ping pong delay / royal rock / sitar / baterias Four on the Floor (tipo retrô) / microfone unidirecional (smooth vocal, empty church, cellar, phone filter etc.) e gravei esta canção chamada I’m not crazy but I can pretend que faz parte de um projeto a solo cujo desfecho ainda é-me um total mistério. 

prcunhaalbum

— P. R. Cunha

9 thoughts on “Nova canção // refúgios musicais &tc.

  1. Caraca, vei! muito sensacional! garantiu-se muitão na guitarra, no vocal, em tudo vei! Até a capa ficou massa 🙂 Evoé, manolo P. R.! o/

  2. Abraços ae manolo! o/ Muito obrigado por presentear-nos e apresentar-nos a música dos Superfamily. Eu acho que o som que fizesse mandou bem melhor do que eles. O cuidado que tivesse com o som da guitarra lembrou-me do cuidado que o Kevin Shields tem na captação das guitarras. Depois escute esta: https://www.youtube.com/watch?v=ZgAwnOD8dTc

    1. Sasga,

      As guitarras sujas, reverberadas e com pitadas alucinógenas do Kevin Shields (e também dos My Bloody Valentine) sempre me foram excelentes fontes de inspiração. Às vezes copio-as na cara dura mesmo.

      É porque há qualquer coisa despretensiosa naqueles acordes que me agrada imenso.

      E, diga-se de passagem: Lost in Translation é um baita filme.

      Obrigado pela referência, Poeta.

      Até à próxima,

      P.

      1. “É porque há qualquer coisa despretensiosa naqueles acordes que me agrada imenso.” – Dá-lhe, mestre P. R.!! Acho que há esta despretensão também no Sonic Youth. Rapaz, nem se preocupe com isto de copiar ou não. Acho que tens um jeito único de escrever. Tanto nos seus posts, quanto nas respostas huahuauha acho que consegues a grande tarefa de ser único. Evoés gigantes, mestre P. R.!

Deixe uma Resposta para Jorge Sasgarante Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s