Não abras mão de um ambiente personalizado e bonito em tua casa

Osvaldo estava a lavar louças enquanto Lucy tomava o pequeno-almoço. O nome Lucy é porque a rapariga nascera em Austin, Texas — nome estrangeiro, portanto. Osvaldo lavava as louças de um modo descompromissado, por vezes hostil, furioso. Sim, Osvaldo parecia pouco feliz. Lucy só conseguia ver as costas do Osvaldo. Ela mastigava a torrada com queijo e geleia Queensberry sabor morango e observava as costas do Osvaldo. Amiúde, o Osvaldo resmungava qualquer coisa incompreensível, chutava a porta do armário, mas a Lucy nunca achava que era a sério. Ao deixar os copos sobre o escorredor, Osvaldo refletiu se era possível amar Lucy sem tornar-se prisioneiro do amor por Lucy. Mas Lucy, como já se disse, não percebia nada dos pensamentos do Osvaldo. Ela continuava a mastigar as torradinhas com queijo e geleia Queensberry sabor morango*.

— P. R. Cunha


*Aquilo que importa para os propósitos desta narrativa é: Queensberry sabor morango.

Publicado por

P. R. Cunha

Mora em Brasília, Distrito Federal. Em 2009, estudou russo na cidade de São Petersburgo, cujas avenidas lhe serviram de cenários para os primeiros contos. Depois de terminar o curso de jornalismo, resolveu dedicar-se integralmente à fazenda literária. Além de romancista, é poeta, dramaturgo, fotógrafo e músico.

6 opiniões sobre “Não abras mão de um ambiente personalizado e bonito em tua casa”

      1. Ah.. cooperativos säo. Eles não lavam é bem os pratos. Qdo raramente estou com um grupo deles e vou ajudar na cozinha, fico sempre com o papel de enxugar ou guardar os utensílios, pq eu não sei lavar da maneira q eles lavam.
        Há 2 cubas na pia, certo? Então, eles enchem as duas de água tépida, e numa delas coloca um pouco de detergente. Então, passa os utensílios na q está com detergente e sem usar uma esponja, só com as mãos, mesmo num balançar p lá e p cá, e depois passam na cuba com água sem detergente. Voilá!
        Eu sou cooperativa com a natureza, mas há limites.rsrsrs

        Liked by 1 person

        1. Miau,

          O relato belga remeteu-me aos tempos em que fazia bicos nos restaurantes chineses e, dia após dia, confirmava o ditado «a pressa é inimiga da perfeição» ao olhar para os pratinhos limpos (sic) com sobras de harumaki, yakissoba, guioza e não só.

          Ai de quem descordasse desses padrões de limpeza…

          Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s