P. R. Cunha reflete brevemente a respeito do P. R. Cunha / palavra de honra

Sou o louco da família, segundo a minha própria família; sou o estranho, o absurdo, o distante, o engraçado, temperamental, bipolar, tênue, carinhoso, explosivo. Quando não escrevo, pratico o cycling (moderado) e a vipassana meditation (em sânscrito: विपश्यन). Não creio muito nos deuses, já vi fantasma(s), acho que o meu falecido pai está a me observar — não sempre, às vezes, à noite, ou quando a casa mostra-se «vazia». Gosto de me fingir de escritor perturbado, escrevo todos os dias das oito e trinta às onze e trinta da manhã. Gosto de, como se diz, meter o bedelho nas coisas para as quais não dou a mínima. Não sou muito bom em descrever cenários, prefiro mostrar aquilo que se passa dentro da cabeça das personagens. Só no escrito é que me sinto seguro (refugiado! [imagem do exílio]), utilizo as prateleiras da minha biblioteca como muralha para o mundo. Meu escritor favorito é o W. G. Sebald. Sim, W. G. Sebald — para sugerir a imagem do intelectual outsider e pouco compreendido que também pretendo encarnar. Etcétera.

— P. R. Cunha

Publicado por

P. R. Cunha

Mora em Brasília, Distrito Federal. Em 2009, estudou russo na cidade de São Petersburgo, cujas avenidas lhe serviram de cenários para os primeiros contos. Depois de terminar o curso de jornalismo, resolveu dedicar-se integralmente à fazenda literária. Além de romancista, é poeta, dramaturgo, fotógrafo e músico.

14 opiniões sobre “P. R. Cunha reflete brevemente a respeito do P. R. Cunha / palavra de honra”

    1. Querida Irina!,

      Saibas que quando escreves nunca é intromissão, mas sim acréscimo. E num mundo de coca-colas-fatos-iguais-coloridos-das-mesmas-nikes-adidas, cultivar universos fantásticos (e únicos) me parece um excelente antídoto.

      Continuemos esses bons trabalhos.

      Abraços,

      P.

      Gostar

  1. Querido Paulo,

    Ainda bem que és tudo o que descreves sobre o teu “ser” no mundo. Se não fosses tudo isso, eu seria mais pobre por não te conhecer através da tua escrita. Continua sempre a seres a pessoa única, cujo ser me encanta.

    Não conhecia o escritor W.G. Sebald, mas vou lê-lo algum destes dias.

    Abraço,

    Emanuel

    P.S. Espero que não fiques ofendido de eu sempre te tratar por “tu”, mas sinto-me mais à vontade assim. Não é por falta de respeito mas por amizade (e também sou muito mais velho do que tu, portanto a gramática portuguesa também permite esta forma, right?)

    Liked by 1 person

    1. Caríssimo Emanuel,

      Enquanto sento-me para escrever, a tomar o café numa chávena com motivos à moda Lego (chávena amarela), enquanto estou distraído, sem pensar em quem fui, ou sou, ou serei, enquanto isso, percebo realmente não só a essência passageira das coisas, como a minha própria incerteza. Gostava de compartilhar isso contigo.

      Podes me tratar por tu, como preferires. A gramática permite tudo.

      Sobre W. G. Sebald — e de acordo com o que já li/vi no teu blogue — sugeriria Os anéis de Saturno; a Quetzal tem uma edição incrível, com excelente tradução de Telma Costa. Mas talvez te sirvam melhor as traduções de Michael Hulse (supervisionadas pelo próprio Sebald). De qualquer maneira, isto é: através de quaisquer portas, ali há sempre uma ótima viagem a percorrer.

      Ótima semana para ti, meu amigo das letras,

      P.

      Gostar

      1. Olá Paulo,

        Muito obrigado pela recomendação. Felizmente, já achei The Rings of Saturn na biblioteca da Universidade de Toronto e estou inquieto para começar lê-lo.

        Agora vou recomendar-te dois livros do Henry Miller que gosto muito e que acho que gostarias também: Big Sur and the Oranges of Hieronymus Bosch, e The Air-Conditioned Nightmare.
        Boa leitura!
        Emanuel

        Liked by 1 person

Deixe uma Resposta para Língua Portuguesa Dinâmica Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s