Balões & Saída Norte

Boas! Este electro-sítio, residência de minhas loucuras, completa hoje três meses. Numa palavra: o blogue ainda vive e respira — assim como o próprio autor. E, o que é mais, há-de continuar a respirar, se a fonte da saúde agraciá-lo com regojizo e boa disposição.

«Um maquinista gira a manivela do desvio rotativo em que estais. O menor descuido vos fará partir na direção oposta ao vosso destino», é Blaise Cendrars, citado por Oswald de Andrade — citados por mim.

Assim prossigo, com grande entusiasmo.


» Piloto / Plano / Brasília

Superquadras (SQS ––––––––– SQN)

[112 Sul]
Por trás do bloco
d’uma superquadra
guarda-se a tristeza
das coisas que não foram

[405 Sul]
Por trás do bloco
d’uma superquadra
sozinhas, as pessoas
tomam o pequeno-almoço

– – – – – – – – EIXO

[106 Norte]
Por trás do bloco
d’uma superquadra
esconde-se o Sol
que não quer mais se ver

[309 Norte]
Por trás do bloco
d’uma superquadra
por vezes há apenas
uma outra superquadra.


IMG_1465Mesa de trabalho deste autor, um seu criado


» Amantes

Certa mulher chega a casa e está a beijar o amante na sala de visitas. Ambos caminham lentamente para o quarto dela, entram no cômodo escuro e ainda não notaram que o marido da mulher encontra-se esticado sobre a cama, com os olhos cerrados. A mulher e o amante fazem uma verdadeira algazarra, mas o marido não percebe. É muito estúpido. Ou talvez…

— P. R. Cunha

Publicado por

P. R. Cunha

Mora em Brasília, Distrito Federal. Em 2009, estudou russo na cidade de São Petersburgo, cujas avenidas lhe serviram de cenários para os primeiros contos. Depois de terminar o curso de jornalismo, resolveu dedicar-se integralmente à fazenda literária. Além de romancista, é poeta, dramaturgo, fotógrafo e músico.

21 opiniões sobre “Balões & Saída Norte”

    1. Obrigado, Dulce.

      Continua sempre por perto, apesar deste ondulado Atlântico que nos separa.



      Abraços calorosos.

      P. S.: hoje publicarei um teu comentário, numa entrada que não se demora.

      Gostar

  1. Obrigado por teres partilhado com os teus leitores a foto da tua mesa de trabalho. Dá-nos uma intimidade quase de amigos. Gostei imenso de ver que gostas do David Foster Wallace. A mesa do escritor é sempre uma revelação, e, ao mesmo tempo, uma inspiração. Parabéns pela tua escrita assídua.
    Emanuel

    Liked by 1 person

    1. Caríssimo Emanuel,

      A ideia era justamente criar essa intimidade: como se estivéssemos ali, a tomar uma chávena de macchiato, sem precisar de olhar para o relógio.

      DFW é bem uma das minhas maiores inspirações — principalmente no quesito não-lineariedade. Escrever para todos os lados, a ver em que alvo paramos etc.

      Obrigado, sempre, pelas palavras gentis.

      Abraços,

      P.

      Gostar

Deixe uma Resposta para P. R. Cunha Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s