Quatro (muito breves) «poemas» sobre construções & destruições anteriores — desmontagens entre maio de dois-mil-e-quinze & fevereiro de dois-mil-e-dezoito

—1.
lembrança
esta maldita
machuca imenso

—2.
o brasileiro
passa o inverno
ao coqueiro

—3.
dever-se à escrita
literatura
desnecessária

—4.
nasci em Brasília
contei mentiras e disparates
morri em Brasília

— P. R. Cunha

Publicado por

P. R. Cunha

Mora em Brasília, Distrito Federal. Em 2009, estudou russo na cidade de São Petersburgo, cujas avenidas lhe serviram de cenários para os primeiros contos. Depois de terminar o curso de jornalismo, resolveu dedicar-se integralmente à fazenda literária. Além de romancista, é poeta, dramaturgo, fotógrafo e músico.

5 opiniões sobre “Quatro (muito breves) «poemas» sobre construções & destruições anteriores — desmontagens entre maio de dois-mil-e-quinze & fevereiro de dois-mil-e-dezoito”

Deixe uma Resposta para P. R. Cunha Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s