Vossa sombra vos seguirá como uma sombra (poema [?] de dois mil e nove)

O ansioso será ansioso
o colapso total do homem
será o colapso
total do homem

Certa fama de exaltado
ou desequilibrado
olhos inesquecíveis
——— como diria uma antiga

«A poesia não é
um jogo
de críquete»
pois não

Em que esfera
do viver poderia
este poema
[realizar-se]

Ao que parece não faz ideia
mas é sabido
obtém licença poética
com propósitos assassinos.

— P. R. Cunha

Publicado por

P. R. Cunha

Escritor, fotógrafo & músico. Mora em Brasília e pretende ter em breve um cão chamado Sebald. Ganhou o concurso literário Cidade de Belo Horizonte de 2012, com o livro «Quando termina», escrito em coautoria com Paulo Paniago. Atualmente, dedica-se ao manuscrito de «O tumulto das nuvens» e aguarda a publicação portuguesa de «Paraquedas – um ensaio filosófico» — obra vencedora do Prémio Aldónio Gomes (Universidade de Aveiro).

6 opiniões sobre “Vossa sombra vos seguirá como uma sombra (poema [?] de dois mil e nove)”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s