11 opiniões sobre “Manual de sobrevivência do escritor (um monólogo epistolar)”

  1. Obrigado Cunha!
    Adorei o texto, e muito obrigado pela dedicação. Só falta mesmo a descrição daquele fantástico anseio: não deixe ninguém ler a sua obra, e depois reclame que ninguém a leu e que só pode não ser bom. E se lhe disseram que era bom, é porque gostam de ti enquanto pessoa. (Aka tudo o que eu faço tem obrigatoriamente de ser uma merda)
    Vou ver se te escrevo um poema.
    Au revoir mon chére.

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s